03-Jul-2017 20:13 - Atualizado em 05/07/2017 19:05
Salto

Pedro Veniss vence GP Rolex Spruce Meadows

Cavaleiro olímpico segue no Canadá por mais uma semana e se prepara para GP Rolex no CHIO Aachen 2017, na Alemanha, parte do milionário circuito Rolex Grand Slam

 

salto, 2017, imprensa, Divulgação
Pedro Veniss e Quabri no GP Rolex no Canadá Divulgação
O cavaleiro olímpico e medalhista pan-americano brasileiro Pedro Veniss, montando Quabri de I´Isle, garanhão sela francês de 13 anos, foi o grande vencedor do GP Pan American 5* Rolex, a 1.60 metro, principal disputa do Spruce Meadows Summer Series. A prova foi realizada neste domingo, 2/7, em Calgary no Canadá. Dos 40 conjuntos top mundiais, somente três zeraram o percurso idealizado pelo canadense Peter Grant.

Pedro com Quabri foi o último em pista e sem faltas em 51s46 faturou o cobiçado título do GP Rolex com 125 mil dólares em jogo. A dupla também foi campeã do GP de Genebra em 11/12/2016 e agora se prepara para disputar o GP Rolex no CHIO Aachen, na Alemanha. O cavaleiro que vencer os GPs dos três concursos do Rolex Grand Slam em sequência: CSIO Genebra, CHIO Aachen e do CSIO de Calgary em setembro fica com o título e com um prêmio adicional em dinheiro, no valor de um milhão de euros.

“Eu sabia que seria um percurso difícil e técnico e que não haveria muitos conjuntos sem faltas. Quabri é um cavalo muito especial e vai muito bem aqui em Calgary, soube disso desde a primeira vez em que viemos em 2015", disse Pedro, 33, integrante do Time Brasil 5º colocado na Rio 2016, medalha de ouro por equipes no Pan 2007 e duas vezes 4º colocado no Pan em 2007 e 2015. O primeiro a zerar foi o norte-americano Peter Lutz montando Robin de Ponthual, que zerou em 53s97, resultado que viria a lhe garantir o vice. Em 3º lugar cheogu o mexicano estreante em Spruce Meadows Fernando Martinez com Cor Bakker, no melhor tempo do desempate, 50s28, mas com uma falta.

O course designer Peter Grant comentou seus precursos. "Fiquei satisfeito com o traçado, vimos bom ritmo e fluência e os conjuntos saltaram as linhas conforme eu  esperava. O grupo que saltou o GP hoje é, sem dúvida, o mais forte. Talvez eu teria gostado de ver mais uns dois conjuntos no desempate, mas fiquei feliz em ver que mesmo aqueles que sairam com uma ou duas faltas na primeira passagem deixaram a pista com seus cavalos confiantes, o que é muito importante."

Agora Pedro, atual melhor brasileiro no ranking Longines da Federação Equestre Internacional na 57ª posição e que está com quatro cavalos no Canadá, disputa a última semana das Spruce Meadows Summer Series.  Quabri terá merecido descanso e se prepara o CHIO Aachen na Alemanha, festa máxima do hipismo mundial a cada ano com todas as modalidades, e que fecha com o GP Rolex no domingo, 23/7.

CBH
Deixe seu Recado