26-Out-2017 18:21
Destaque edição 98

Zé Carioca, a nova aposta de Neco Pessoa

Treinador afirma que sentiu pelo jovem garanhão o mesmo feeling do consagrado Baloubet du Rouet 

 

Zé carioca, Neco Pessoa, hipismo,
Baloubet

O ex-cavaleiro e treinador Nelson Pessoa, o Neco, anda animado em terras europeias. O motivo é um jovem garanhão nascido em seu haras na Bélgica, de seis anos, que recebeu o nome de Zé Carioca. O cavalo havia sido levado aos Estados Unidos para começar uma carreira de Hunter com 3 anos e depois de participar de alguns treinamentos em Palm Beach, despertou a atenção do experiente treinador. “Senti o mesmo feeling por este cavalo que tive pelo Baloubet”, revela, referindo ao consagrado Boloubet du Rouet, treinado por Neco e campeão olímpico na sela de Rodrigo Pessoa, na Olimpíada de Atenas (EUA).

Neco explica que Zé Carioca tem 1.70 de cernelha, com morfologia leve e vem de uma linhagem de primeira linha, filho de Canturo, famoso cavalo ganhador de Grande Prêmio em Aachen (Alemanha), com Bernardo Alves, em uma égua filha de Kannan, garanhão reprodutor número 1 na Europa, que foi ganhadora de grandes prêmios 2 e 3 estrelas. “Ele tem uma excepcional qualidade de salto, extremamente respeitoso, fantástico equilíbrio, corajoso e potente. Enfim, todos os requisitos que considero para um craque”, elogia.

Como referência, o treinador cita sua performance em pistas. Em 18 provas de cavalos de 6 anos, com altura de 1,30 a 1,35 metros, em areia ou grama, com obstáculos com bidê e rio, cometeu apenas duas faltas. “Além disso, Zé Carioca tem uma qualidade e quantidade de sêmen excepcional”, afirma, destacando que ele já foi aprovado como garanhão na Alemanha, na liga dos Oldenburg, na França, na Holanda e na Inglaterra.O sêmen já esta disponível para a distribuição nos países de todo o mundo chegando no Brasil para a Estação de monta de Julho deste ano, por intermédio da Genetic Jump.

Neste ano, Zé Carioca vai continuar fazendo a temporada de cavalos de 6 anos, montado pelo cavaleiro Rodrigo Pessoa na Europa, até o campeonato mundial em Lanaken, em setembro. “Eles se deram muito bem, mas Rodrigo deve ficar uma temporada no Estados Unidos, de setembro a abril do ano que vem, então vamos continuar os trabalhos com outros cavaleiros por aqui”, explica Neco.
Sobre o nome que batizou sua nova promessa, Neco diz também que foi fruto de uma inspiração.  “Quando ele nasceu, tive uma inspiração que ele vai terminar no filme de Walt Disney”, justifica.

Para assinar, aproveite a promoção em www.revistahorse.com.br/assine

Revista Horse
Deixe seu Recado