12-Jul-2022 11:35 - Atualizado em 18/07/2022 18:37
Salto

Brasil define Time do Mundial

Equipe do técnico suíço Philippe Guerdat vai levar para Herning, na Dinamarca, Bernardo Alves, Felipe Amaral, Marlon Zanotelli, Pedro Veniss e Yuri Mansur

novos 2022, banners horse, 2022, banners,
Novos 2022

mundial herning 2022, salto, Bernardo Alves, Felipe Amaral, Marlon Zanotelli, Pedro Veniss e Yuri Mansur, Arquivo Revista Horse
Os convocados: Bernardo Alves, Felipe Amaral, Marlon Zanotelli, Pedro Veniss e Yuri MansurArquivo Revista Horse

mundial herning 2022, salto,Chefe de Equipe, Pedro Paulo Lacerda, e o técnico Philippe Guerdat:, Marcelo Mastrobuono/Revista Horse
Chefe de Equipe, Pedro Paulo Lacerda, e o técnico Philippe Guerdat:Marcelo Mastrobuono/Revista Horse
A Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) divulgou, nesta terça-feira (12/7), os nomes dos conjuntos que irão compor o Time Brasil de Salto que irá defender as cores nacionais no Mundial de Herning, na Dimanarca, de 6 a 14 de agosto. Estão na lista sob o comando do técnico Philippe Guerdat e o chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda, os conjuntos Bernardo Alves / Mosito van het Hellehof, Felipe Amaral / Androide 3K, Marlon Zanotelli / Like a Diamond van het Schaeck
Pedro Veniss / Nimrod de Muze Z e Yuri Mansur / QH Alfons Santo Antonio.

Dos conjuntos convocados apenas Yuri Mansur e QH Alfons Santo Antonio formaram dupla na recente Olimpíada Tokyo 2020, disputada no ano passado em razão da pandemia. Os cavaleiros Pedro Veniss e Marlon Zanotelli, também presentes o Time Brasil no Japão, estão com novas montarias, substituindo respectivamente Quabri de L'isle e VDL Edgar.

VEJA ABAIXO UM PERFIL DOS CAVALEIROS
(Cavalos das fotos não são obrigatoriamente os que vão ao mundial)

BERNARDO CARDOSO DE RESENDE ALVES

mundial herning 2022, salto, 2022, imprensa,
Bernardo Alvez

Cavalo: Mosito van het Hellehof
Data de nascimento: 20/11/1974
Local nascimento: Belo Horizonte
Carreira: cavaleiro olímpico e medalhista pan-americano, desde os 4 anos está no hipismo. O primeiro título e a graduação tutelada por Vitor Alves Teixeira, veio aos 8 anos. Com 16 já competia entre os profissionais. Em maio de 2001 passou três meses treinado na escola de Nelson Pessoa, na Bélgica, como preparação para a grande estreia no Concurso Internacional de Aachen. Possui dois ouros por equipes nos Pan-americanos de Winnipeg 1999 e Rio 2007, prata por equipes e bronze individual no Pan Guadalajara 2011. Competiu em 4 edições dos Pan-americanos, uma delas como reserva; conquistou medalha de bronze nos Jogos de Santo Domingo em 2003. Nos Jogos Olímpicos de Atenas (2004), ficou na 10ª colocação por equipes. Obteve índice para os Jogos de Pequim (2008), mas foi desclassificado por conta do doping do cavalo Chupa Chup.

FELIPE AMARAL
mundial herning 2022, salto, 2022, imprensa,
Mundial Herning 2022

Cavalo:  Androide 3K
Data nascimento: 09/10/1990
Cidade nascimento: Miguel Pereira (RJ)
Carreira: influenciado por ver o pai, José Paulo, montando, desde criança Felipe mostrava interesse pelos cavalos. A paixão pelo hipismo vem de gerações da família, desde seu bisavó paterno que foi marechal do Exército e integrou o comitê olímpico à época. Seu avô, Hugo Amaral, era apaixonado por cavalos e igualmente muito reconhecido no meio hípico carioca e nacional. Entre outros títulos foi campeão brasileiro sênior top (2013); campeão do sul-americano (2014), fez parte da equipe brasileira 4ª colocada nos Jogos Pan-Amerianos de Toronto e medalha de ouro na Copa das Nações CSIO5* Spruce Meadows 2015.

MARLON MODOLO ZANOTELLI
mundial herning 2022, salto, 2022, imprensa,
Mundial Herning 2022

Cavalo: Like a Diamond van het Schaeck
Data de nascimento: 19/06/1988
Local de nascimento: Imperatriz (MA)
Principais conquistas/títulos na carreira: - Melhor brasileiro da atualidade no ranking da Federação Equestre Internacional (FEI), 7º lugar. Estreia em Olimpíadas nos Jogos de Tóquio 2020. Em Jogos Pan-americanos foi ouro individual e por equipe em Lima 2019, e integrou o Time Brasil 4º colocado em Toronto 2015. Outras conquistas: bronze Nations Cup Final Barcelona; ouro GP 5* St Tropez 2020 e Prata no GP 5* Rolex Masters S-Hertogenbosch 2021. Integrou o Time Brasil nos Jogos Sul-americanos de Brasília 2002 e Santiago/Chile em 2014. Vencedor do Prêmio Brasil Olímpico/COB em 2019. Veja mais sobre Marlon Zanotelli AQUI 

PEDRO VENISS

mundial herning 2022, salto, 2022, imprensa,
Mundial Herning 2022

Cavalo: Nimrod de Muze Z
Data de nascimento: 06/01/1983
Natural de: São Paulo, SP
Principais conquistas/títulos na carreira - Olimpíadas: Integrante do Time Brasil em três edições dos Jogos: Tóquio 2020, Rio 2016 (equipe em 5º), e Pequim 2008 (10º em equipe). Jogos Pan-americano: ouro (equipe) no Pan de Lima 2019, ouro (equipe) e 5º individual no Pan do Rio 2007; 4º lugar (equipe) no Pan de Toronto 2015. Jogos Equestres Mundiais: fez parte da equipe em Kentucky/EUA 2010 (equipe em 4º), Normandia/França 2014 (equipe em 5º) e Tryon/EUA 2018 (equipe em 14º). Copa das Nações: ouro (equipe) na Copa das Nações FEI Longines no CSIO5* de Geesteren, na Holanda, 2019; ouro (equipe) na Copa das Nações FEI Longines no CSIO5* de La Baule, França, 2018; ouro (equipe) Copa das Nações do CSIO5* Longines 109º Royal International Horse Sow em Hickstead, Inglaterra 2017. Bronze individual no GP5* no CHIO Aachen, Alemanha em 2018. Prêmio Brasil Olímpico/COB: tetracampeão (2015 a 2018).

YURI MANSUR

mundial herning 2022, salto, 2022, imprensa,
Mundial Herning 2022

Cavalo: QH Alfons Santo Antonio
Data de nascimento: 24/05/1979
Local de nascimento: São Paulo / SP
Principais conquistas/títulos na carreira - Integrante do Time Brasil nas Olimpíadas de Tóquio 2020 + 1. Campeão Copa Nações La Baule 2018, Vencedor final YH Aachen 2018, Vencedor GP Hickstead 2017, Vencedor Copa Nações Hickstead 2017, Campeão Copa Nações Barcelona 2017, Campeão Copa Nações Barcelona 2017, Campeão Copa Nações Arezzo 2015 e duas vezes vice0campeão Copa das Nações Calgary 2016 e 2017. Veja mais sobre Yuri Mansur AQUI

Retrospectiva do Brasil nos Jogos Equestres Mundiais

O Brasil participou de todas as oito edições dos Jogos Equestres Mundiais. As maiores conquistas coram o Ouro individual com Rodrigo Pessoa/Gandini Lianos, em Roma 1998;  em duas ocasiões a equipe ficou em 4º lugar, The Hague 1994, e Kentucky 2010. Neste ano, a competição voltou a se chamar ECCO FEI WORLD Championship. Veja, abaixo como foram as performances do Brasil no histórico da competição. 

Jogos de Estocolmo 1990 - Suécia
Na estreia da competição o Time Brasil se posicionou em 8º lugar com equipe formada por Nelson Pessoa/Vivaldi que competiu ao lado do filho, Rodrigo Pessoa/Special Envoy, André Johannpeter/Heartbraker Joter e Vitor Alves Teixeira/Zurkis, conjunto que obteve o melhor resultado individual, 12º lugar.

Jogos de The Hague 1994 - Holanda
O Brasil chegou perto do pódio e o 4º lugar foi muiuto comemorado por Nelson Pessoa Filho/Chouman e seu filho Rodrigo com Special Envoy, André Johannpeter montando Calei Joter e Luciana Diniz com Graf Grande. Neco Pessoa obteve o melhor resultado individual, 5º lugar.

Jogos de Roma 1998 – Itália
Momento inesquecível para o Brasil com a conquista da medalha de ouro de Rodrigo Pessoa montando Gandini Lianos. Pela terceira edição dos Jogos Rodrigo competiu ao lado do pai Nelson, o Neco, que montou Baloubet du Rouet, cavalo que faria sucesso sob comando de Rodrigo nos anos seguintes. Completou o time André Johannpeter/Calei Joter e Álvaro de Miranda Neto, o Doda, que montando Arisco Aspen ficou em 5º lugar.

Jogos de Jerez de La Frontera 2002 – Espanha
O Time Brasil não fez uma boa campanha e acabou em 9º lugar com Rodrigo Pessoa/Baloubet du Rouet, Bernardo Alves/Oberon, Doda Miranda/Audi San Diego e Celso Ariane/Quinta. Por um ponto Rodrigo ficou fora da final e acabou em 26º na classificação.

Jogos de Aachen 2006 – Alemanha
Na “meca” do hipismo o Brasil sofreu uma a baixa do seu principal conjunto dois dias antes do início da competição: Baloubet du Rouet apresentou uma inflamação no menisco e Rodrigo Pessoa não teve outra opção a não ser desistir de competir. O time ficou em 10º lugar e foi formado por Bernardo Alves/Canturo, Cássio Rivetti/Olona e Doda Miranda/Nike. O melhor resultado individual foi de Bernardo Alves (13º).

Jogos de Kentucky 2010 – Estados Unidos
Na “capital americana do cavalo”, Lexington, mais uma vez o pódio do Brasil escapou por pouco terminando em 4º lugar com equipe formada por: Rodrigo Pessoa/Rebozo, Doda Miranda/Ashleig Drossel Dan, Bernardo Alves/Vancouver D’Auvray e Pedro Veniss/Amaryllis. Luis Felipe de Azevedo Filho/Special foi o reserva. O resultado garantiu vaga para o Brasil nas Olimpíadas de Londres 2012. O melhor resultado individual foi de Rodrigo Pessoa, também 4º lugar.

Jogos da Normandia 2014 – França
O Time Brasil terminou na 5ª colocação e foi formado pelos conjuntos Rodrigo Pessoa/Status, Marlon Zanotelli /AD Clowni, Doda Miranda/AD Rahmannhof´s Bogeno e Pedro Veniss/Quabri d’ Isle. Na classificação individual os melhores resultados foram de Rodrigo Pessoa (21º) e Marlon Zanotelli (23º).

Jogos de Tryon 2018 – Estados Unidos
Contabilizando campanhas importantes no circuito internacional, o Time Brasil estava entre os favoritos ao pódio, chegou a virar em 3º no primeiro dia de qualificação, mas não sustentou a posição e terminou em 14º lugar com 38,42 pp. A equipe foi formada por Pedro Vennis/Quabri de I’Isle, Luiz Francisco de Azevedo/Comic, Pedro Junqueira Muylaert/Prince Royal Z MFS e Yuri Mansur/Ibelle Ask. Na disputa pelo pódio individual, as atenções se voltaram para Pedro Vennis que ficou em 2º na primeira parcial com pista limpa, cometeu uma falta na 2ª qualificativa terminando em 9º, e na prova válida como 3ª qualificativa com apenas 8,17 pp se posicionou entre os 25 melhores habilitados para a final, prova em que desistiu de completar para poupar Quabri de I´Isle que havia perdido a ferradura na disputa anterior.




Imprensa CBH
Deixe seu Recado