24-Mai-2021 15:23 - Atualizado em 24/05/2021 16:14
Passo-a-passo

Como manter a higiene de seu cavalo

Limpar esta bolsa escrotal é necessário para que o animal não desenvolva patologias reprodutivas, infecções e mau cheiro no local

horse,
Assine a Horse

O prepúcio, popularmente chamado de bolsa escrotal ou bainha escrotal, é um invólucro de pele que protege o pênis do animal. Limpar esta bolsa é extremamente necessário para que o animal não desenvolva patologias reprodutivas, infecções e mau cheiro no local. Animais na natureza dão seu “jeitinho”, mas neste caso, como estão em baias e piquetes, o homem deve dar literalmente uma (duas) mãozinha.

A higienização deve ser feita pelo menos a cada seis semanas em animais castrados e semestralmente em garanhões. Este período se deve à frequência de exposição do pênis por parte do animal, maior exposição, maior o intervalo. Alguns profissionais discordam, mas é preferível “prevenir do que tratar”. Esta limpeza permite também um contato mais próximo com o animal, o que pode acarretar em descobertas de diversos problemas que podem ser evitados.

Esta limpeza consiste em expor o pênis e lavá-lo, junto com uma higienização interna do prepúcio. Por isso alguns cuidados prévios devem ser tomados para segurança do animal e do próprio higienizador.

Primeiro averigue se as unhas de quem fará a limpeza estão bem cortadas (curtas), pois unhas compridas ou com bordas afiadas podem causar lesões nas mucosas tanto da bolsa escrotal, quanto do pênis.

O uso de luvas de procedimento (látex) é obrigatório (de preferência as finas, pois melhora o tato), uma vez que se encontra material orgânico (esmegma) com forte odor e, algumas vezes, contaminado.

A contenção do animal, principalmente aos que não estão acostumados ao procedimento, é a parte mais importante da limpeza, pois uma boa contenção evitará danos (acidentes) ao animal e ao higienizador. Acidentes graves podem acontecer, pois o animal escoiceia e chuta quando tocado “nas partes íntimas”. Conter o animal sem amarração fixa é mais recomendado, consiga alguma outra pessoa para auxiliar na contenção. Caso o higienizador tenha que realizar a limpeza sozinho, não terá outro jeito se não o amarrar em algum lugar.

Prezando pela segurança do higienizador e bem-estar do animal, pode-se descansar a mão livre na anca ou costas do animal. Isso ajuda a sentir os movimentos que porventura o animal possa fazer, e assim, possa esquivar rapidamente em caso de um coice ou mordida. O contato também ajuda a relaxar o animal.

Use gazes ou esponjas macias, junto com mangueira d’água (sem pressão) e balde com água morna, para lavar “delicadamente” a bolsa escrotal e o pênis do animal, começando da barriga, para que o animal não seja pego de surpresa e se “estaque” bruscamente.

higiene,
higiene
Lubrifique bem as próprias mãos e a bolsa escrotal do cavalo com um gel lubrificante ou outro produto, até mesmo com o próprio sabão a ser utilizado, para limpeza de prepúcio equino.

O primeiro local a ser higienizado será a bolsa escrotal, não se preocupando com o pênis neste primeiro momento. Com cuidado e devagar, comece inserindo a mão no prepúcio. O esmegma (secreção) geralmente descamará e sairá na mão do higienizador. Retire o máximo que puder e use bastante água morna para enxaguar.

Mova a mão ao longo da bolsa escrotal (ela é profunda), até encontrar o pênis. Com cuidado e respeitando a resistência involuntária do animal, venha exteriorizando o pênis (expô-lo para fora da bolsa). Segure delicadamente a glande e venha puxando. Remova a esmegma ao redor da glande (cabeça do pênis), e depois higienize o corpo do pênis.

O esmegma algumas vezes penetra pela uretra do animal. Insira o dedo mínimo na uretra e tente sentir qualquer caroço rígido neste canal. Se houver, estará localizado antes de chegar à primeira junta peniana. Tente trazê-lo para fora gentilmente.

Novamente, use gazes ou mangueira para enxaguar cuidadosamente o prepúcio e o pênis exposto. É preciso retirar qualquer resíduo de sabão ou outra substância higienizadora.

Por fim, solte o pênis do animal delicadamente. A própria anatomia do animal fará com que o pênis se contraia e seja guardado na bolsa escrotal. Se não houver o movimento de contração, vá molhando a bolsa e o pênis aos poucos.

Após o procedimento, o higienizador deve lavar bem as próprias mãos. Recomendo descartar o material usado na higienização, pois o mesmo está repleto de substrato propícios a crescimento de microrganismos.

Caso seja detectado algum problema, surgir alguma dúvida com o comportamento ou anatomia do animal, um veterinário deve ser chamado para que possa ser feito um exame preciso do mesmo.

Passo a passo

1- Corte as unhas o máximo possível e/ou lixe quaisquer bordas afiadas.

2- Vista luvas de látex finas.

3- Peça para alguém segurar o cavalo em vez de amarrá-lo. Se estiver sozinho, amarre-o firme e seguramente.

4- Use uma esponja ou mangueira para lavar gentilmente o prepúcio e o pênis do cavalo, começando da barriga de forma que o animal não seja pego de surpresa.

5- Lubrifique bem as próprias mãos e o prepúcio do cavalo com um gel lubrificante ou outro produto específico para limpeza de prepúcio equino.

6- Gentilmente, insira a mão no prepúcio. A esmegma (secreções secas) geralmente descamará e sairá em sua mão. Retire o máximo que puder e use bastante água morna para enxaguar.

7- Mova-se ao longo do prepúcio; ele é um tanto quanto profundo até encontrar o pênis. Remova a esmegma ao redor da glande.

8- Verifique a existência de um caroço (um pedaço de esmegma) na uretra. Insira um dedo mínimo na uretra e tente sentir qualquer protuberância rígida. Se houver, você sentirá antes de chegar à primeira junta.

9- Role-a para fora gentilmente.

10- Use uma esponja ou mangueira para enxaguar gentilmente o prepúcio e o pênis. Se você usou sabão, assegure-se de lavá-lo completamente.

11- Por fim, lave bem as mãos.

(Artigo publicado na edição 94 da Revista Horse)

Revista Horse
Taciano Couto Guimarães

Taciano Couto Guimarães

é veterinário, formado pela UFMG, especializado em plantas medicinais pela UFLA, clínico veterinário e terapeuta floral para animais

Deixe seu Recado