23-Mar-2020 19:08 - Atualizado em 23/03/2020 19:24
Manejo

Como se livrar dos ratos?

A melhor forma é se prevenir por meio da anti-ratização, mas caso seja tarde para isso, pode-se usar outros meio como a desratização, armadilhas, ou até mesmo, gatos

banners,
Banners

Os ratos são animais indesejados, principalmente, quando estão presentes em centros equestres (haras, cabanhas, hípicas ou centros de treinamentos). Por serem vetores de várias doenças, entre elas, a leptospirose, uma zoonose que pode ser prejudicial ao homem e ao cavalo e provoca abortos nas éguas sem apresentar sintomas aparentes e é transmitida através da urina e coito, pois os fluídos e aparelho reprodutor ficam em contato com a mucosa infectada. No homem e no cavalo, a urina do rato, que é o principal vetor da doença, pode transmitir a doença, sendo assim, é muito importante fazer o controle ou, até mesmo, extermínio dos ratos.

rato, roedor, praga,
Edição 53
Anti-ratização e desratização
Mas, como fazer isso? O primeiro passo é evitar a presença dos ratos, ou seja, a Antirratização. Essa forma de prevenção consiste em criar barreiras e mecanismos para evitar que os ratos fiquem em um determinado local. Neste caso é fundamental manter a limpeza, evitar resíduos de alimentos em comedouros e piso, acúmulo de sacarias e, até mesmo, vegetação nos arredores das instalações. Também deve-se vedar o acesso destes animais a lugares de armazenamento de água e ração através de barreiras físicas.
Mas, e se for tarde demais? A outra solução é usar a desratização, que consiste em eliminar estes animais do local utilizando artifícios, como armadilhas e raticidas. Os raticidas são muito eficazes, porém, existem algumas restrições quanto ao acesso de outros animais ao veneno. Os raticidas granulados podem ser transportados pelos ratos até os comedouros, e estes podem ser ingeridos pelos equinos, da mesma forma os raticidas líquidos. Então, o mais adequado são os raticidas parafinados que apresentam forma de blocos, que devem ficar acondicionados em pequenas caixas de plástico ou madeira com acesso para os ratos, estas caixas são facilmente encontradas em casa especializadas no assunto ou confeccionadas no local, os blocos parafinados ainda devem estar presos dentro das caixas para evitar que sejam transportados pelos ratos. O inconveniente deste tipo de raticida é encontrar ratos mortos em lugares indesejáveis.

Armadilhas
As armadilhas são muito eficazes também e são encontradas de inúmeras formas, sendo a mais conhecida, a ratoeira de

rato, roedor, ratoeira, armadilha,
Edição 53
mola que tem como atrativo para os ratos uma isca (petisco), a ratoeira tem que apresentar tamanho adequado aos tipos de ratos encontrados no local, sempre é bom prender estar com um arame para que não seja arrastada, esta forma geralmente mata o rato; existem também as armadilhas em forma de gaiolas, que da mesma forma da ratoeira de mola tem que ter uma isca para o rato, esta armadilha mantém o animal vivo e após sua captura se sacrifica o rato; as armadilhas colantes são interessantes para a captura de camundongos, mas não muito eficazes para ratos maiores, estas atuam de forma que quando o rato passar por cima da cola, ele ficara preso, são colocadas em locais estratégicos de passagem dos ratos.
Muitas pessoas, principalmente no meio rural, utilizam-se dos gatos que são considerados os inimigos naturais dos ratos. Realmente, eles caçam e espantam os ratos para longe, mas os gatos também podem ser portadores de algumas doenças, inclusive a leptospirose, portanto acho que não seria recomendável o uso de gatos, mas isto também depende de cada ponto de vista.

_____________________________________________________

Anderson Krindges é zootecnista formado pela UEPG
[email protected]

Anderson Krindges/Revista Horse

Deixe seu Recado