26-Out-2020 09:31
Veterinária

Cuidados que devemos tomar com a mamãe égua

Nos equinos, o instinto de reprodução aparece em torno de um ano e meio de idade, mas deve ser evitada a reprodução de animais jovens

horse,
Horse

Nos equinos, o instinto de reprodução aparece em torno de um ano e meio de idade, mas deve ser evitada a reprodução de animais jovens uma vez que a égua, fecundada na fase de crescimento, em torno dos dois anos e meio de idade, retira o alimento para a constituição do feto do próprio organismo e, consequentemente, atrapalha o seu desenvolvimento, ocasionando dificuldade de parto. A idade mais recomendada para o início da reprodução nas fêmeas varia de 3 a 5 anos.
veterinaria,
Vet 75
O período de gestação é de 336 dias na égua (11 meses). Um parto normal dura em média de 15 a 35 minutos.
A expulsão da placenta é imediata ao parto e, os órgãos genitais voltam ao seu estado normal em 2 a 5 dias após o parto.
As éguas gestantes, se possível, devem ser separadas das éguas vazias em piquetes ou baias diferentes.
As éguas paridas em baias devem receber nos primeiros 4 dias uma ração leve e laxativa: capim verde e tenro, alfafa (verde ou feno), cenouras, etc.
O primeiro leite, chamado colostro, é importantíssimo para o potro, não só pela sua riqueza em vitaminas, seu poder laxativo para limpar o trato intestinal, como por conter imunoglobulinas, substâncias que fortificam o sistema imunológico, prevenindo várias doenças, que a mucosa intestinal do potro é capaz de absorver durante os primeiros dias.

Alimentação

Quanto à alimentação das éguas gestantes, esta deverá ser minuciosamente calculada com base em cada indivíduo, considerando também estarem ou não em lactação. Para não serem levadas a ingerir grandes quantidades de ração de uma só vez, o fracionamento da ração deverá ser efetuado de duas a três vezes ao dia e ser rico em proteínas (13 a 14% - nos três últimos meses) com suplementação mineral e vitamínica.
Além de uma alimentação balanceada, a égua gestante deverá tomar de 40 a 50 litros de água por dia, o melhor é colocar água a vontade, bem como o sal mineral.

Imunização

O protocolo de vacinação tem papel importante nesta etapa. As éguas deverão ser vacinadas contra a Rinopneumonite (aborto a vírus) no 5º, 7º e 9º mês de gestação, e contra a Influenza equina, Tétano e Encefalomielite pelo menos uma vez ao ano. A utilização de vacinas no último mês de gestação proporciona a formação de anticorpos específicos no colostro, os quais irão ser utilizados pelo futuro potro. A utilização deste procedimento profilático poderá evitar doenças como o Rhodococcus e até outras, como diarréias por Rotavírus.
– A vermifugação também deverá ser realizada normalmente no mínimo a cada 60 dias, bem como cuidados com os carrapatos. Isto levará a uma boa sanidade tanto da égua quanto do potro, já que alguns parasitas passam da mãe para o filho. (Artigo publicado na edição 75 da Revista Horse)

Revista Horse
Taciano Couto Guimarães

Taciano Couto Guimarães

é veterinário, formado pela UFMG, especializado em plantas medicinais pela UFLA, clínico veterinário e terapeuta floral para animais

Deixe seu Recado