29-Jul-2021 01:51 - Atualizado em 29/07/2021 11:20
Horse Tokyo 2020

Em lágrimas, Jessica von Bredow-Werndl comemora o Ouro olímpico

“Eu estava chorando por causa do alívio que eu realmente senti”, disse à imprensa internacional na Zona Mista, a alemã de 35 anos estreante em Olimpíadas

undefined,
f

Jessica von Bredow-Werndl e a égua Dalera,  Ouro no Individual do Adestamento com 91, 732%, Jessica von Bredow-Werndl ,  Dalera, FEI/Shannon Brinkman, Em lágrimas,  Jessica von Bredow-Werndl comemora o Ouro olímpico
1/9 Jessica von Bredow-Werndl e a égua Dalera, Ouro no Individual do Adestamento com 91,732%FEI/Shannon Brinkman
Aprentação que rendeu a nota mais alta do adestraemento da Tóquio 2020: 91, 732%, Jessica von Bredow-Werndl ,  Dalera, Luis Ruas/CBH, Em lágrimas,  Jessica von Bredow-Werndl comemora o Ouro olímpico
2/9 Aprentação que rendeu a nota mais alta do adestraemento da Tóquio 2020: 91,732%Luis Ruas/CBH
Jessica von Bredow-Werndl no galope da vitória com o Ouro não mão, Jessica von Bredow-Werndl ,  Dalera, Luis Ruas/CBH, Em lágrimas,  Jessica von Bredow-Werndl comemora o Ouro olímpico
3/9 Jessica von Bredow-Werndl no galope da vitória com o Ouro não mãoLuis Ruas/CBH
Jessica von Bredow-Werndl e  Dalera: apresentação notável, Jessica von Bredow-Werndl ,  Dalera, FEI/Christophe Taniére, Em lágrimas,  Jessica von Bredow-Werndl comemora o Ouro olímpico
4/9 Jessica von Bredow-Werndl e Dalera: apresentação notávelFEI/Christophe Taniére
Jessica von Bredow-Werndl ,  Dalera, FEI/Shannon Brinkman, Em lágrimas,  Jessica von Bredow-Werndl comemora o Ouro olímpico
5/9 FEI/Shannon Brinkman
Jessica von Bredow-Werndl dá um carinho na égua Dalera:, Jessica von Bredow-Werndl ,  Dalera, FEI/Shannon Brinkman, Em lágrimas,  Jessica von Bredow-Werndl comemora o Ouro olímpico
6/9 Jessica von Bredow-Werndl dá um carinho na égua Dalera:FEI/Shannon Brinkman
Jessica von Bredow-Werndl dá um carinho na égua Dalera:, Jessica von Bredow-Werndl ,  Dalera,  FEI/Christophe Taniére, Em lágrimas,  Jessica von Bredow-Werndl comemora o Ouro olímpico
7/9 Jessica von Bredow-Werndl dá um carinho na égua Dalera: FEI/Christophe Taniére
Jessica no posto mais alto do pódio,  com Charlotte (Bronze) à direita e Isabell à esquerda (Prata), Jessica von Bredow-Werndl ,  Dalera, FEI/Shannon Brinkman   , Em lágrimas,  Jessica von Bredow-Werndl comemora o Ouro olímpico
8/9 Jessica no posto mais alto do pódio, com Charlotte (Bronze) à direita e Isabell à esquerda (Prata)FEI/Shannon Brinkman
Jessica von Bredow-Werndl ,  Dalera, Em lágrimas,  Jessica von Bredow-Werndl comemora o Ouro olímpico
9/9
Jessica von Bredow-Werndl , DaleraJessica von Bredow-Werndl , DaleraJessica von Bredow-Werndl , DaleraJessica von Bredow-Werndl , DaleraJessica von Bredow-Werndl , DaleraJessica von Bredow-Werndl , DaleraJessica von Bredow-Werndl , DaleraJessica von Bredow-Werndl , DaleraJessica von Bredow-Werndl , Dalera

Que a Alemanha era favorita para os pódios de Adestramento do hipismo na Tóquio 2020 muita gente já sabia. Afinal, é uma hegemonia que no Japão chegou à sua 14ª conquista por equipe, dentro de 20 edições olímpicas da modalidade. O que pouca gente imaginava era ver a estreante do time olímpico, Jessica von Bredow-Werndl, 35 anos, logo em sua primeira participação, conquistando o Ouro Individual, liderando as provas do começo ao fim, e superando sua colega de equipe Isabell Werth, que a fez chorar no pódio e nos bastidores. “Eu estava chorando por causa do alívio que eu realmente senti”, disse à imprensa internacional na Zona Mista do Equestrian Park Baji Koen, em Tóquio,

Sua grande conquista começou a ser costurada na fase de qualificação, quando obteve 84,379%, a maior nota da etapa. Na disputa por equipe, foi decisiva com uma nota ainda maior, 84,666%, confirmando o Ouro da Alemanha. Foi no Frestylle da noite de quarta-feira (28/7), entretanto, que escreveu definitivamente o seu nome nos murais olímpicos, cravando 91,732%, na sela da sua exuberante égua TSF Dalera, superando sua experiente compatriota de equipe, Isabell Werth/Bella Dona 2, medalha de Prata com 89,657%, e a inglesa bi-campeã das últimas duas Olimpíadas (Londres/2012 e Brasil/2016), Charlotte Dujardin/Gio, Bronze com 88.543%.

Segunda colocada no ranking mundial, Jessica von Brendow-Werndl não chega por acaso. Já vem construindo essa carreira há algum tempo. Em 2018, integrou o time alemão medalha de Ouro nos Jogos Equestres Mundiais (WEG) de Tryon (EUA), quando sua colega de equipe Isabell Werth, líder do ranking mundial, ficou com o pódio mais alto no Individual. Também tem tido ótimas performances em Freestyles da Liga Europeia, com o primeiro lugar em Stuttgart e Neumunster, na Alemanha (2019/20), e Salzburg, na Áustria (2020/21).

Em Tóquio 2020 fez uma apresentação notável na sela de TSF Dalera, uma trakehner de 14 anos, com a trilha sonora do filme La La Land, marcando uma pontuação notável de 91,732%. "Foi uma verdadeira montanha-russa de emoções perceber que tinha derrotado Isabell Werth. Isso aumentou extremamente a chance de ganhar a medalha de Ouro", disse na Zona Mista à imprensa internacional. "Quando percebi isso, eu simplesmente percebi o quanto eu queria, foi então que tive que chorar. Eu estava chorando por causa do alívio que eu realmente senti, de como realmente atuei. Não cometi nenhum erro, e me apresentei para me tornar uma campeã olímpica", comemorou.

Jessica sabia que a grande adversária a ser superada era Isabell Werth, tanto que admitiu não ter visto a finalização de sua outra conterrânea Dorothee Schneider, que não fez uma boa e terminou o Kür na 15ª colocação, entre os 18 conjuntos que foram para a final. “Acabei de ouvir os pontos e ouvi que ela (Dorothee) cometeu um erro, acho que nos tempos mudaram, e sinto muito por isso. Mas não consegui ver o teste. Mas farei isso mais tarde", disse, antes de cair nos braços do marido e, juntos, caírem no choro. 

Revista Horse/ Foto da home: FEI/Shannon Brinkman
Deixe seu Recado