17-Mar-2020 13:02 - Atualizado em 17/03/2020 15:41
Coronavírus

Entidades suspendem eventos

Com critérios diferentes, organizações equestres aderem às restrições para evitar a proliferação do coronavírus, incluindo Expozebu, Expolondrina e Congresso da ABQM

banners,
Banners

A exemplo do que vem ocorrendo com praticamente a totalidade de eventos programados para março e abril, as entidades equestres lançaram comunicados públicos, no início desta semana, informando a suspensão/adiamento de exposições, provas e outras atividades que reúnam público. Em todos os casos, a justificativa são as recomendações de órgãos governamentais e as imposições restritivas de algumas administrações públicas municipais, com o objetivo de evitar a proliferação do Covid-19.

Nem todos, entretanto, utilizaram o mesmo critério sobre o período de suspensão das atividades. A Confederação Brasileira  de Hipismo (CBH), por exemplo, no comunicado divulgação à imprensa limitou o período entre 16 e 31 de março, destacando que a suspensão pode ser prorrogada. A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC) preferiu estabelecer o início das restrições a partir do próximo 23 de março, divulgando uma relação de 12 itens  de "Orientações de conduta" que devem ser seguidos nos eventos programados para antes da data prevista, entre eles as que ocorrem em locais fechados, como as provas de Mangueira, que devem ser realizadas "sem público e com janelas abertas".

Até mesmo grandes eventos programados para abril também estão temporariamente adiados, como o Congresso Nacional do Cavalo Quarto de Milha, que ocorreria em Araçatuba, no interior de São Paulo, entre os dias 18 a 26 de abril. A Expozebu, marcada para 25 de abril a 3 de maio, reunindo também a Equishow, também está adiada, sem nova data definida. O Mesmo ocorreu com a ExpoLondrina, evento que reúne mais de 500 mil pessoas, e que estava marcada para ser realizada entre os dias 9 e 19 de abril, também sem nova data definida. 

A Associação dos Criadores do Cavalo Puro Sangue Lusitano (ABPSL) também divulgou nesta segunda-feira, 16/3, o adiamento do evento que seroa realizado no próximo final de semana, dias 21 e 22 de março, na Praia da Enseada, no Guarujá. 

Já a Associação Brasileira dos Criadores de Cavalos Mangalarga Marchador (ABCCMM) comunicou a suspensão temporária do funcionamento das atividades desempenhadas na sede da Associação (Parque da Gameleira, Belo Horizonte/MG), a partir desta quarta-feira, 18 de março até 31 de março de 2020. Também por medida de contingência ao Covid-19 (Coronavírus), todos os eventos oficiais, agendados para os próximos 30 dias, contados a partir de 18 de março de 2019, estão suspensos.

ABCCC emite nota de atualização:

Comunicado COVID-19 - atualizado em 17/3/20. às 15h40

A Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos comunica que, devido ao aumento de casos confirmados de Coronavírus no Rio Grande do Sul nesta terça-feira (17), além do agravamento geral da situação no país, o Conselho de Administração reviu sua posição e solicitou à diretoria o cancelamento imediato da chancela a eventos da raça crioula. Desta forma a diretoria decidiu acatar a solicitação do conselho e cancelar, a partir de 17 de março de 2020, todos os seus eventos oficias. Ou seja, todos os eventos realizados a partir dessa data, até segunda ordem, serão não-oficiais. Estes serão retomados assim que a situação sanitária seja normalizada por meio de novo comunicado.

 

 

Revista Horse

Deixe seu Recado