02-Set-2019 10:50 - Atualizado em 02/09/2019 11:47
Cultura

Festival destaca o cavalo Marajoara

Evento será realizado em 26 e 27 de outubro e reúne diversas atividades com a proposta de mostrar a qualidade da raça e como está inserida na cultura local

banners,
Banners

               

marajoara, 2019, imprensa,
Marajoara
A resistência do cavalo e do vaqueiro Marajoara que, juntos, devem superar os difíceis desafios de uma jornada de quase 160 km. Este é um dos objetivos do Festival do Cavalo Marajoara, da Ilha de Marajó (Pará), além de resgatar a cultura e tradição locais, que põem à prova os limites do robusto animal e dos cavaleiros.

      Em sua terceira edição, o evento será realizado nos dias 26 e 27 de outubro, no Campo de Fomento do município de Soure. Consiste na realidade em um enduro da raça marajoara, relembrando uma velha tradição que soma destreza, resistência e técnica dos montadores e das montarias, num percurso de 160 quilômetros, passando por fazendas, igarapés e trilhas com obstáculos. 

       Segundo o secretário de Turismo do Marajó, Márcio Vitelli, este ano a previsão é da participação aproximadamente 500 cavaleiros locais e de outras regiões do país. "A festa é realizada em parceria com municípios viziinhos, como Cachoeira do Arari, Salvaterra, Santa Cruz do Arari e Ponta de Pedras. A expectativa é de um público de aproximadamente 15.000 pessoas", afirma.

      Ciclistas também encaram o desafio e cruzam as belas paisagens das inúmeras propriedades rurais da Ilha. Além do enduro, o público conta com várias atrações --- feiras gastronômicas, shows, atividades culturais e provas esportivas típicas da Ilha de Marajó: basquete a cavalo, prova de argolinha entre outras, a noite é finalizada com grandes shows de cantores locais e da capital do estado.

       Um dos mais fortes desafios que os competidores enfrentarão são as chamadas “terruadas” dos campos Marajoaras -- fendas formadas pelas pisoteadas de cavalos e búfalos durante a transição do inverno para a época mais seca. As temperaturas elevadíssimas completam o cenário quase desértico por onde passam o competidores.

     Rico em beleza natural e patrimonial, Soure chama atenção pelo conjunto arquitetônico de suas antigas igrejas e coretos. As praças, o casario, as praias, fazendas históricas ou campos inundáveis, onde se destacam as dezenas de espécies de pássaros e aves os cavalos Marajoaras e claro, seu principal produto: os búfalos. 

       Soure é o maior município do arquipélago marajoara, localizado na costa oriental da ilha, onde existem as mais belas praias de toda a região. Também banhado pelo rio Paracauari. Mais informações podem ser obtidas pelo telefone (91) 98472-9214 ou [email protected]

Revista Horse
Deixe seu Recado