30-Out-2020 17:22 - Atualizado em 30/10/2020 20:22
Equideocultura

IBEqui defende política pública ao setor

Um dos objetivos é a revisão do aumento em 20% o custo de ICMS para transporte de animais dentro do estado de São Paulo

horse, 2020, banners,
Horse

consic redução de impostos, ibequi, Rossitto, IBEqui, , Divulgação
O subsecretário de Ambiente de Negócios e Competitividade do Ministério da Economia, Jorge Luiz de Lima, com Manuel Rossitto, presidente da Junta Administrativa do IBequiDivulgação
O Instituto Brasileiro de Equideocultura (IBEqui) está em ritmo galopante para posicionar o segmento equestre dentro de suas reais dimensões no cenário econômico nacional. Na quinta-feira (29/10), o presidente da Junta Administrativa da Instituição, Manuel Rossitto, apresentou ao subsecretário de Ambiente de Negócios e Competitividade do Ministério da Economia, Jorge Luiz de Lima, temas a serem levados em consideração para a elaboração de uma política pública que incentive o desenvolvimento dos negócios relacionados ao cavalo. 

As ideias foram apresentadas após reunião promovida por vídeoconferência pelo Conselho Superior da Indústria da Construção (Consic), na Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), que tinha como tema o projeto de redução do custo Brasil. “Dentro das políticas públicas é muito importante a nossa redução de custo, o engajamento das universidades brasileiras e a busca de experiências em outros países para resolver problemas, como a infecção por mormo”, disse Rossitto, que também é vice-presidente do Consic. 

No encontro, o representante do IBEqui reforçou a necessidade e a importância do agronegócio do cavalo estarem aliados com o governo e oferecer conhecimento por meio da iniciativa privada na elaboração de políticas públicas e encaminhamento de solução. Como exemplo, citou o fato de que cavalos brasileiros que vão competir em esportes equestres ou serem vendidos na Europa são obrigados a fazer quarentena no Uruguai.

“Na atual circunstância não cabe mais aumento de tributo. É preciso um trabalho em conjunto para que essa situação não aconteça. Temos que reduzir os tributos e baixar o custo da máquina pública” - Manuel Rossito

Na conversa com Jorge Luiz de Lima, Rossitto apresentou dados do setor, demonstrando sua importância econômica, e levantou a questão do decreto 65.25, de 15 de outubro de 2020, do estado de São Paulo, que aumenta em 20% o custo de ICMS para transporte de animais dentro do estado. “Na atual circunstância não cabe mais aumento de tributo. É preciso um trabalho em conjunto para que essa situação não aconteça. Temos que reduzir os tributos e baixar o custo da máquina pública”, afirmou.

O subsecretário, que estava fisicamente presente, mostrou interesse pelas propostas e se colocou à disposição para participar de uma reunião de diretoria do IBEqui. O general de Divisão do Exército, Adalmir Domingos, também presente na apresentação do instituto depois da reunião do Consic, se colocou à disposição para agendar reunião com o comando do Exército na busca de um trabalho conjunto dentro da pauta prioritária do IBEqui, já que o Exército tem uma cavalaria e seria interessante uma parceria.



Assessoria de Imprensa
Deixe seu Recado