02-Mar-2021 15:16 - Atualizado em 02/03/2021 18:11
Hipismo

Neco Pessoa confirma apoio à nova gestão da CBH à frente de Conselho

Considerado o maior nome do hipismo nacional, ex-cavaleiro e treinador irá assumir a presidência do novo Conselho Consultivo da entidade

horse, 2020, banners,
Horse

Neco Pessoa, 2021, imprensa, CBH, hipismo, Nelson Pessoa, Arquivo Revista Horse
Neco Pessoa: Arquivo Revista Horse
O ex-cavaleiro e treinador Nelson Pessoa Filho, o Neco, considerado o maior nome do hipismo brasileiro, afirmou que assumirá a presidência do novo Conselho Consultivo da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH) na gestão de 2021/2024, presidida por Francisco José Mari (Kiko). A informação havia sido divulgada no fim de semana, no site oficial da entidade, e foi confirmada pela reportagem da Revista Horse, no final de tarde de segunda-feira (1/3), diretamente com Neco, que está com 85 anos e atualmente mora na Bélgica. 

Segundo ele, a ideia da criação de um Conselho Consultivo já vinha sendo cogitada durante a gestão do ex-presidente Ronaldo Bittencourt, mas acabou ficando estacionada em razão de diversos fatores, entre eles o próprio processo eleitoral da entidade. "Agora, a nova diretoria da CBH resolveu por isso em prática, então eu acho que pode ser uma função importante, porque se alguém tem experiência, sou eu, afinal são 75 anos de competição sem parar. Passei não sei por quantos presidentes de Confederação e estive competindo em todo o mundo", disse.

"Não é de uma maneira violenta e agressiva que se consegue se estabelecer. Acho que eles deveriam aproveitar o máximo a experiência das pessoas mais velhas e tentar construir um futuro para aqueles que são mais jovens" - Neco Pessoa

Questionado sobre o primeiro "conselho" que daria, Neco disse que gostaria que "os jovens tivessem um pouco mais de respeito e consideração pelas pessoas mais velhas e por aqueles que estão dirigindo os esportes". "Essa é a primeira coisa, porque não é de uma maneira violenta e agressiva que se consegue se estabelecer. Acho que eles deveriam aproveitar o máximo a experiência das pessoas mais velhas e tentar construir um futuro para aqueles que são mais jovens", sugeriu

Neco também vê com bons olhos a chegada de novos nomes nos cargos de comando da Confederação, que podem dar uma "oxigenada" em um processo com nomes que vinham se repetindo há muitos anos. "Acho que é uma boa coisa que tenha sangue novo para colocar nosso esporte para frente', afirmou, destacando que .que o Brasil e o mundo atravessam um momento muito difícil com a pandemia e a própria política no Brasil. "Isso ainda vai durar muito tempo até que se estabeleça um modo normal de progresso. Então, só com um pouco de paz pode dar essa possibilidade aos organizadores a desenvolver um bom trabalho", disse.

Sobre a polêmica em torno da eleição da CBH, o experiente treinador lamentou todo o ocorrido e comparou com as eleições dos Estados Unidos. "Estamos passando mais ou menos o mesmo processo que aconteceu nos EUA, com o Trump e o Biden...Espero que isso acabe logo e eu possa vir a desenvolver a minha função de conselheiro quando a CBH realmente começar a despachar e se ocupar da gestão do esporte, se bem que o Comitê Olímpico já deu o sinal verde e já reconheceu a eleição do Kiko", ponderou. 

Neco também afirmou que está muito otimista com relação à Time Brasil que se prepara para a Olimpíada de Tóquio. "Acho que estamos vivendo um momento bom, temos um bom técnico, que tem bastante experiência e neutro. Tem uma nacionalidade, não tem nenhuma ligação. Temos um grupo de cavaleiros de nível internacional muito bom, que estão pela Europa e EUA, que são os dois centros mais importantes, onde está o coração do esporte. A única maneira de evoluir é estar com os melhores", analisou, complementando: "Todo conselho e tudo que eu puder contribuir para esse grupo eu farei com o maior prazer".

Quem é Nelson Pessoa, o Neco
Nelson Pessoa Filho, o Neco, nasceu no Rio de Janeiro em 1935, onde iniciou sólida e bem sucedida carreira no hipismo. Em 1961 se mudou para Europa. Disputou cinco Olimpíadas em 1956, 1964, 1968, 1972 e 1992. Nos Jogos de Tóquio 1964 garantiu o 5º posto individual. No Pan de Winnipeg integrou o Time Brasil que conquistou a primeira medalha de ouro e também foi ao pódio individual com a medalha de prata. Foi campeão europeu, quatro vezes campeão brasileiro, sete vezes campeão (recorde de vitórias) do Derby de Hamburgo, tricampeão do Derby de Hickstead e vencedor de aproximadamente 150 GPs na Europa.
Atualmente com 85 anos, Neco segue trabalhando como treinador e preparador de cavaleiros e equipes de alto nível. Há três anos, Neco está treinando a equipe de Concurso Completo de Equitação da Austrália e ainda a equipe do Haras Império Egípcio na Europa, mais especificamente o cavaleiro Francisco Musa, integrante da lista de candidatos a uma vaga no Time Brasil de Salto nos Jogos Olímpicos de Tóquio. Em abril de 2020, em uma justa homenagem, Neco passou a integrar o Hall da Fama do Comitê Olímpico do Brasil (COB) - Fonte CBH

 

Continue Lendo...

Revista Horse 92 (Especial Rio)
Assinante, clique aqui para ler mais sobre este assunto na versão digital da Revista Horse.Se você ainda não é assinante, clique aqui e faça agora mesmo sua assinatura.O jornalismo de qualidade tem o seu valor. Pretigie a mais tradicional publicação equestre do Brasil!
Revista Horse
Deixe seu Recado