24-Set-2020 15:51 - Atualizado em 24/09/2020 16:52
Marketing

Novas parcerias projetam Mangalarga em mídia nacional

Reportagem da Quatro Rodas utiliza estrutura e animais do Haras Lagoinha para evidenciar robustez, força, beleza e comodidade das picapes e cavalos

horse, 2020, banners,
Horse

lagoinha, mangalarga, 2020, imprensa,
Lagoinha
As restrições impostas pelo período de combate à pandemia da Covid-19 fecharam muitas porteiras, mas também abriram muitas outras. Em alguns casos, acabou evidenciando aquela máxima de transformar dificuldades em oportunidades. Foi assim que o Haras Lagoinha, um dos mais tradicionais criatórios de Mangalarga Pampa do Brasil, conquistou um privilegiado espaço na revista Quatro Rodas, uma das mais renomadas publicações do segmento automotivo de circulação nacional. Ao todo são seis páginas, com chamada de capa (Veja ao lado), ilustradas com cenário e cavalos da casa, ilustrando a reportagem que faz a comparação das picapes S10 e Ranger. Quem saiu ganhando foi a raça Mangalarga, que se projetou nacionalmente se associando a qualidades como força, beleza, robustez e comodidade, características tanto dos cavalos quanto dos utilitários.

O interessante nessa história é que nada foi por acaso. A parceria entre o Haras Lagoinha e seus apoiadores vem se desenvolvendo há anos, principalmente por meio do tradicional Leilão Celebridades, que anualmente reúne mais de 800 pessoas do seleto clube de apaixonados por cavalos. Um público, diga-se, que tem o perfil dos consumidores de picapes, tanto por razões econômicas quanto por questões de estilo de vida, afinal, cavalos e utilitários têm afinidades históricas.

lagoinha, mangalarga cavalos, Quatro Rodas, Reprodução revista Quatro Rodas/Fotos Christian Castanho
Publicação usou as instalações e cavalos do Haras Lagoinha Reprodução revista Quatro Rodas/Fotos Christian Castanho
Dentro dessa linha, estava tudo pronto para as montadoras participarem como apoiadores de mais uma edição do Leilão Celebridades, costumeiramente realizado em maio. Em razão da pandemia, entretanto, o evento deste ano teve de ser cancelado. A alternativa mais simples seria adiar tudo para o próximo ano, quando surgiu a proposta de aproveitar as instalações e o plantel do Lagoinha para a produção da reportagem da Quatro Rodas, que reeditou, depois de 25 anos, o confronto comparativo de duas grandes marcas automotivas, justamente na edição que comemora os 60 anos da tradicional publicação. Como dizem na linguagem popular, do “limão se fez uma limonada”!

lagoinha, mangalarga,Quatro Rodas, cavalos, picapes, Reprodução revista Quatro Rodas/Fotos: Christian Castanho
Publicação reforça a ligação entre ambiente equestre com picapesReprodução revista Quatro Rodas/Fotos: Christian Castanho
Embora a reportagem faça apenas uma referência de agradecimento ao Haras Lagoinha, as belas imagens ao longo de seis páginas projetaram as qualidades do cavalo Mangalarga Pampa, em especial a produção do criatório de Jacareí (SP), pioneiro no desenvolvimento da genética pampa. Evidenciaram, sobretudo, como as parcerias podem render frutos para ambas as partes. Isso porque, se por um lado o público dos cavalos é um potencial consumidor de utilitários, por outro, os usuários de picapes também podem vir a ter interesse por cavalos. É o que se pode chamar de uma “avenida de mão dupla”. “Há anos estamos investindo nessas parcerias, que, além de ajudarem nos custos de produção do leilão, também oferecem reais possibilidades de negócios aos nossos parceiros”, afirma Paulo Eduardo da Costa, empresário do ramo financeiro proprietário do Lagoinha.

O criador acredita que esse tipo de ação pode servir de exemplo para o segmento equestre, em especial à raça Mangalarga, mostrar o seu potencial e buscar novos patrocinadores. “O público do cavalo atinge nichos interessantes e começa a despertar interesse de patrocinador. Cabe a nós, agentes ativos do segmento, compreender e explorar com mais intensidade esse tipo de parcerias”, recomenda.

Para ele, a reportagem da Quatro Rodas também foi muito importante para divulgar, de forma espontânea,  o trabalho de aperfeiçoamento genético desenvolvido pelo Haras Lagoinha, não apenas pela beleza do cenário e dos animais, mas principalmente pela associação do cavalo de pelagem pampa, cada vez mais em evidência, com a beleza e tecnologia das novas picapes de grande porte. “Não podemos comparar animais com máquinas, mas assim como buscamos o aperfeiçoamento de nossa tropa, o setor automotivo também busca um desenvolvimento constante. Juntos, podemos abrir novos mercados”, acredita.

VEJA A REPORTAGEM DA QUATRO RODAS NA ÍNTEGRA



 

Revista Horse
Deixe seu Recado