22-Abr-2021 14:17 - Atualizado em 27/04/2021 15:51
Manejo

Os benefícios do Espojamento

Os cavalos costumam se espojar para se alongarem e coçarem as costas, o que aumenta seu bem-estar

horse,
Assine a Horse

Espojar-se é um comportamento natural dos cavalos, que segundo o dicionário Aurélio significa estender-se e rebolar-se no chão. Normalmente, os cavalos realizam este comportamento principalmente onde há espaço, no pasto ou no piquete, várias vezes ao longo do dia. Consiste em deitar-se com as pernas para cima, esfregando as costas no chão por alguns segundos e depois levantar-se e sacudir a poeira. Todo o comportamento dura aproximadamente 50 a 60 segundos. É comum haver locais de preferência, já sem vegetação, com o chão batido, onde os cavalos se espojam mais.
manejo,
O ato de espojar deve durar aproximadamente 50 a 60 segundos
Os cavalos costumam se espojar para se alongarem e coçarem as costas após algumas horas dentro da baia, depois de exercícios físicos e depois de banhos.
Acredita-se que existam outros benefícios que os cavalos buscam ao espojarem-se:
A retirada ativa de ectoparasitas do corpo, onde a boca e as patas do cavalo não alcançam.
A proteção solar pela poeira que fica aderida no dorso do cavalo
Deixar e disseminar o seu odor no solo para demarcação de território.
O cavalo deve ter espaço suficiente para espojar-se, portanto, baias pequenas (menores que 16m2) inibem este comportamento, ou caso seja realizado, coloca em risco a segurança física do cavalo, que pode ficar “entalado” junto à parede precisando de ajuda para levantar. Também nunca deve-se deixar um cavalo se espojar enquanto estiver encilhado, muito menos com alguém montado.
O fato dos cavalos agirem para ter poeira no dorso exige mais atenção e cuidados de escovação antes de encilhar o animal. Toda poeira deve ser retirada para evitar o aumento do atrito e consequentemente de feridas.
manejo,
O espojamento consiste em deitar-se com as pernas para cima, esfregar as costas no chão por alguns segundos e depois levantar-se e sacudir a poeira
Geralmente, o ato de espojar-se indica bem-estar; entretanto, o ato de deitar de costas torna-se anômalo quando efetuado seguidamente, de forma incompleta, favorecendo o rolamento e não seguido pela sacudida. Desta forma, este tipo de comportamento indica dor ou desconforto agudo, na maioria das vezes de origem abdominal, caracterizando uma emergência clínica. Nestes casos, deve-se consultar um médico veterinário para o diagnóstico e tratamento da causa da dor.
Por outro lado, um cavalo que não é visto se espojando indica que o grau de bem-estar dele está baixo ou pelo menos comprometido. Portanto, favorecer momentos para que o cavalo possa se espojar com segurança, em locais abertos, principalmente depois de ter ficado horas na baia ou depois de atividades físicas, aumenta o grau de bem-estar dos cavalos. (Artigo publicado na edição 93 da Revista Horse)

Revista Horse
Denise Leme

Denise Leme

é professora do Departamento de Zootecnia e Desenvolvimento Rural da Universidade Federal de Santa Catarina e participa das atividades do Laboratório de Etologia Aplicada - LETA/UFSC. E-mail: [email protected]

 

Deixe seu Recado