22-Set-2020 10:04 - Atualizado em 22/09/2020 11:27
Comportamento

Por que os cavalos mordem

A melhor forma de lidar com o problema é tentar entender do ponto de vista comportamental, quais os motivos que levam o cavalo a ter essa atitude

horse,
Horse

Um comportamento dos mais indesejados que um cavalo de sela pode apresentar é o hábito de morder as pessoas. Mordidas de cavalo são efetivamente perigosas, mas, felizmente, nada comuns e a melhor forma de lidar com essa questão é tentar entender do ponto de vista comportamental, quais os motivos que levam um cavalo a morder, mordiscar, beliscar com a boca, ou outras aproximações não desejadas.

Se tiver a oportunidade de observar manadas de cavalos soltos a campo, vai registrar um grande repertório da linguagem corporal. Nos jogos que realizam uns com outros, existem coisas do tipo pega e corre, morde, belisca e sai, grita e bate a mão no chão, vira e dá um coice fraco de alerta, mas também entre os que são mais amigos, aquele que coça com a boca as costas do outro, os que andam juntos se tocando de lado, sem agredir, e até mesmo formas de comunicação e de demonstração de amizade e afeto.
comportamento ,
Quando um cavalo quer beliscar, geralmente, ele está querendo expressar a vontade de brincar, como se o cavaleiro fosse um deles

É claro que é tudo brincadeira e pegar um pouco de pele nos dentes não é grande coisa, a menos que o destinatário da mordida seja um ser humano. Aí vai doer! Quando um cavalo quer beliscar você, geralmente ele está querendo expressar a sua vontade de brincar, como se você fosse um deles, mas ele não sabe que a pele humana é muito mais fina. Se por um lado pode-se dizer que é um presente ter um cavalo que quer brincar com você, por outro lado, é um sinal claro de que ele não o reconhece como seu líder, não te vê como o alfa da manada e isso deve servir de alerta sobre como se coloca em relação a ele, parece que muito mais de igual para igual do que como líder do grupo.

Por isso, sempre digo a quem faz o curso sobre a linguagem natural do cavalo, nos cursos de doma natural e de horsemanship, que não se deve tratar cavalos como um “pet”, com mimos fora de hora, com excessos como aquela linguagem infantil, porque esse é um caminho que além dele não compreender o que significa, ele capta como uma autorização para fazer o que quer, sem limites, sem regras, que existem até mesmo dentro da manada.

Identificando o alfa do rebanho

Normalmente, o alfa é uma égua. É ela quem levanta primeiro as orelhas na direção de quem se aproxima, que sai na frente sendo seguida pelo grupo quando todos se colocam em movimento, ela que murcha as orelhas e aplica as correções de conduta em quem faz bagunça na manada e, principalmente, ela é a única sem quaisquer marcas de mordida! Cavalos não mordem seus líderes alfa.
No jogo de dominação, aquele que “morder melhor” ganha. Quando desde potros, eles incluem nas brincadeiras e correrias aquela “meia empinada”, as mordiscadas, se tocam e beliscam entre si, eles estão, basicamente, desenvolvendo suas habilidades de dominância e ensaiando estratégias de liderança.

comportamento ,
Geralmente, o líder alfa das manadas dos cavalos é uma égua e os outros animais seguem tudo o que ela faz

As pessoas acham graça no comportamento de um cavalo brincalhão que no começo belisca com os beiços. Depois quando sai do controle e o cavalo morde ‘efetivamente’, começam a bater no animal para ele parar de morder. No entanto, isso não funciona porque o cavalo é predado na natureza, e as presas não entendem o que é punição. Eles acham que você está mordendo de volta e agora o intercâmbio torna-se sobre quem vai “ganhar” o jogo de dominância.

Conforme o tempo passa, o vício tende a ficar mais constante porque o cavalo quer dominar o cavaleiro. Além disso, quando ele evocar uma reação emocional em você – surpresa, medo, raiva – ele sabe que você não tem chance de ser alfa. Você obviamente não está calmo, inteligente ou é corajoso o suficiente!
Sendo assim, quando chegar perto do animal, o cavaleiro deve dizer “ouh” e esfregar de lado até que ele pare. Não adianta bater, afinal uma vez mordido, a retaliação é infrutífera, então deve entender o porquê do comportamento dele e agir antes do incidente acontecer.

Exercícios para acabar com o vício

Muitos mordedores estão entre os animais que vivem em ambientes muito restritivos, como estábulos e currais, e são isolados de outros cavalos. É compreensível que eles se sintam reprimidos e sua necessidade de interação social fique mais alta.

Uma boa solução é que o cavaleiro interaja mais vezes com o cavalo de forma construtiva. Quando o retirar da baia, antes de selar, trabalhe com uma guia longa ou no redondel, quando for colocar a sela, passe o baixeiro nele, desde a cabeça, ensine-o a pegar coisas com a boca e a jogar com você. Conviva mais com ele, propondo outras formas de interação, além de selar, montar, sair e devolvê-lo à rotina. Isso permite que você exerça sua liderança da forma que os cavalos entendem. Cavalos dominantes movem outros cavalos ao redor e isso você com uma corda mais grossa e longa pode fazer no redondel.

comportamento ,
Correr com o cavalo e fazê-lo saltar pequenos obstáculos no chão, saltar fardos de feno, fazer zigue-zague em cones ou balizas próximas são exemplos de jogos leves e divertidos para ele
Você pode começar fazendo movimentos de alongamento da musculatura, de garupa e pescoço, depois com os movimentos verticais fazê-lo reunir-se e recuar diversos passos, depois relaxa, flexibiliza, alonga e começa fazer curvas sobre si mesmo, procurando trazer o nariz dele até a paleta, sem tirar as patas traseiras do chão. Alonga e solta a cabeça como um elástico. Para um lado e outro e depois movendo de modo cruzado as patas de trás enquanto encurva o dorso numa meia lua, depois para o outro lado e relaxa.
Correr com ele à guia e fazê-lo saltar pequenos troncos no chão, saltar dois fardos de feno, fazer zigue-zague em cones ou balizas próximas, são exemplos de jogos leves e divertidos para ele. E fazer isso à guia com você fazendo e ele te seguindo, consolida uma posição de liderança.

Fique fora da zona de mordida

A maioria dos cavalos que gostam de beliscar faz isso porque estão muito perto de você. Deve-se ensiná-lo a mover-se ficando um metro longe e mantê-lo fora de seu espaço pessoal. Cavalos com uma tendência para beliscar também tendem a fazer isso no cavalo ao lado numa cavalgada, não permitindo que ninguém ande a seu lado. Para isso, é preciso ensinar o cavalo a ficar a uma distância próxima, mas respeitosa.
Se você sentir uma alfinetada chegando, você se afasta. Se pressentir que ele vai usar a boca, aja rapidamente e faça com que ele mude de direção puxando a rédea do outro lado quando for montar. Isso muda a sua mente, porque é um movimento dominante de sua parte.
Outra dica: Se o cavalo for do tipo muito agressivo, comece a trabalhar com ele do outro lado da cerca. Jogar com ele através da cerca ou por cima da porta do redondel, por cima da cerca. Você precisa obter sua confiança antes de chegar mais perto do que isso. Ele sente o cheiro da sua desconfiança e vai querer fugir dela ou dominar. (Artigo publicado na edição 69 da Revista Horse)

Revista Horse
José Luiz Jorge

José Luiz Jorge

é proprietário do Rancho São Miguel e membro do C.H.A. - Certified Horsemanship Association e colunista da Horse
e-mail: [email protected]

Deixe seu Recado