12-Jun-2019 10:29 - Atualizado em 12/06/2019 16:38
Internacional

Stephan Barcha se recupera bem de cirurgia no ombro após queda

Cavaleiro olímpico de Salto do Brasil passou por procedimento depois que quebrou a clavícula em uma queda, mas acredita que estará apto ao PAN 

informação equestre,
Banners

stephan barcha, olimpíada 2016, rio 2016, Pan, Fagner Almeida/Revista Horse
Stephan BarchaFagner Almeida/Revista Horse
Após sofrer uma queda na segunda passagem na Copa das Nações CSIO5* em St Gallen, na Suíça, no dia 2 de junho, o cavaleiro olímpico Stephan Barcha quebrou a clavícula e teve de passar por um cirurgia. O procedimento ocorreu nesta semana. Barcha se recupera bem e acredita que estará a disposição do técnico Philippe Guerdat, caso seja um dos escolhidos para integrar o Time Brasilque disputará o Pan-americano em Lima No Peru, em agosto. "Fiz a cirurgia com um dos melhores especialistas de ombro do Brasil e foi um sucesso. Já estamos trabalhando na recuperação e estarei apto caso selecionado a fazer parte da equipe que vai disputar o Pan", afirmou ele à Horse, nesta segunda-feira (10/6).

Barcha foi dos cavaleiros a integrar o Time Brasil na Copa das Nações CSIO5* em St Gallen, na Suíça. Montando Artois D Avillon, teve 4 pontos perdidos (pp) na 1ª volta, e acabou sofrendo uma queda na 2ª volta, quando fraturou a clavícula.

Barcha surgiu no cenário olímpico após ser o escolhido para integrar a equipe brasileira na disputa da Olimpíada Rio 2016 (foto). À época, acabou sendo desclassificado depois que foi constatada uma pequena lesão de espora em seu cavalo (veja AQUI) 

Brasil fica em 5º

A equipe brasileira que disputou a Copa das Nações CSIO5* em St Gallen, na Suíça, ainda contou com Marlon Zanotelli / VDL Edgar M, que fez uma falta (4 pp) na passagem a 1.60 metro, Pedro Veniss / Quabri de I Isle, sem faltas na 1ª e oito pp na 2ª, Pedro Muylaert / Prince Royal Z MFS, 9 pp na 1ª e apenas 2 pp na 2ª.

Com esse resultado, o país fechou em 5º lugar, à frente da Noruega, Dinamarca e Áustria. Sagrou-se campeã a França e Itália foi vice, ambas sem faltas com a decisão levada ao desempate, e a Suiça foi 3ª colocada, com 4 pontos perdidos.

Agora o Brasil se prepara para Copa das Nações CSIO5* em Sopot, na Polonia, entre 13 e 16/6, e contará com a participação de Pedro Muylaert, Felipe Amaral, Luiz Francisco de Azevedo, Yuri Mansur e Karina Johannpeter. O reserva será definido mais próximo à competição. Acompanham a equipe o técnico Philippe Guerdat e o chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda.

A Confederação Brasileira de Hipismo tem até 25 de junho para definir a escalação dos Times Brasil nos Jogos Pan-americanos 2019, em Lima, no Peru, entre 27/11 e 11/8. Vinte cavaleiros e amazonas participam do processo seletivo. As disputas do Salto no Equestrian Club Militar La Molina acontecem em 6 e 7/8, a final por equipes e a decisão individual rola em 9/8.

O Brasil busca o hexacampeonato por equipes. Ao todo país detêm cinco ouros por equipes, duas pratas e três bronzes individuais. O pódio das equipes garante vaga olímpica aos seus países. Caso os EUA cheguem entre os três primeiros colocados abre-se mais uma vaga, uma vez o país já está qualificado para Toquio 2020, graças a medalha de ouro nos Jogos Equestres Mundiais 2018.

 

Revista Horse/Assessoria CBH
Deixe seu Recado