24-Jun-2019 10:51 - Atualizado em 22/07/2019 15:26
Salto

Time Brasil campeão na Holanda

banners,
Banners

copa das nações holanda 2019, salto, 2019, imprensa,
Copa das Nações Holanda 2019

Na última prova antes da convocação para o Pan-americano 2019, que ocorre em agosto em Lima (Peru), o Time Brasil de Salto garantiu Ouro na Copa das Nações FEI Longines no CSIO5* de Geesteren, na Holanda. Com o resultado, os cavaleiros Felipe Amaral, Pedro Muylaert, Pedro Veniss e Marlon Zanotelli, que integraram o Time Brasil na competição, têm "boas chances" de estar no time brasileiro que brigará por uma vaga na Olimpíada de Tóquio, segundo o chefe de equipe Pedro Paulo Lacerda. "Todos estavam realmente espetaculares hoje. Para os Jogos Pan-americanos ainda temos alguns dias para confirmar a equipe, mas a formação de hoje tem uma boa chance", disse ele, ao final da prova.

A confirmação da convocação final para o Pan será anunciada até 26 de junho, data limite para a inscrição dos conjuntos selecionados, pelo técnico suíço Philippe Guerdat. O Time Brasil tentará ficar entre os três primeiros colocados para garantir uma vaga para a Olimpíada de Tóquio 2020, podendo ficar até em quarto, caso os EUA fiquem entre os três primeiros, pois os americanos já tem vaga garantida depois da conquista do ouro nos Jogos Equestres Mundiais 2018. O Brasil também pode conquistar o seu hexacampeonato por equipes no Pan, uma vez que foi campeão no Canadá (1967), Cuba (1991), Argentina (1995), Canadá (1999) e Rio de Janeiro (2007).

Como foi na Holanda

O Time Brasil de Salto que conquistou a Copa das Nações na Holanda, em dois percursos de 1,60 metros, foi composto por ordem de entrada por Marlon Zanotelli, com Sirene de la Motte (4/0), Felipe Amaral, com Germanico T (único duplo zero), Pedro Muylaert, com C´est Dorijke (8/4), e Pedro Veniss / Quabri de L Isle - (0/não saltou). Com apenas  8 pontos perdidos, Pedro Veniss e Quabri nem precisaram saltar o 2º para garantir o ouro..

A forte equipe da Holanda saltou em casa com Maikel van der Vleuten / Dana Blue (4/0), Willem Greve / Zypria S (8/0), Willem Greve / Zypria S (8/4) e Marc Houtzager / Sterrehof´s Calimero (0/4) sagrou-se vice-campeã, fechando com 16 pontos perdidos. A Espanha garantiu bronze, 28 pp, seguida pela Alemanha, 20 pp, empatados em 5º lugar vem a Suécia, Bélgica e Japão, 32 pontos, e a Austria foi 8ª, 87 pp.

Pedro Veniss, um dos mais experientes cavaleiros brasileiros, está bastante confiante em seu cavalo Quabri para atingir os objetivos. "Meu cavalo tem 15 anos, então eu estou focado em Copas das Nações e qualificação olímpica", destacou Veniss, integrante do Time Brasil medalha de ouro no Pan Rio 2007. "Não somos apenas colegas de equipe, mas também amigos. Realmente apoiamos um ao outro para fazer acontecer. Vencer uma grande disputa com essa ao lado dos melhores amigos é realmente especial", comentou.

O cavaleiro Felipe Amaral, o único a fazer duplo zero, lembrou que Germanico T tem 12 anos, não tem muita experiencia, mas vem se demonstrando em perfeitas condições para ajudar o Brasil a conquistar uma vaga em Tóquio. "A primeira Copa das Nações dele foi ano passado em La Baule e vencemos. Ele nasceu na Holanda e veio para o Brasil aos dois anos. Desde o ano passado, estou com ela na Europa", comentou Amaral. 

Assessoria CBH/Revista Horse
Deixe seu Recado