04-Nov-2021 15:42 - Atualizado em 04/11/2021 17:31
Eleição CBH

Tribunal nega recurso e confirma deposição de diretoria da CBH

Decisão de segunda instância foi publicada nesta quinta-feira (4/11). Entidade diz que realizará nova eleição dentro do prazo estatutário de 45 dias

banners novos nov-2021, 2021, banners,
Banners novos nov-2021

O desembargador César Cury, da 11ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro indeferiu, em publicação nesta quinta-feira (4/11), o recurso da Confederação Brasileira de Hipismo (CBH), e confirmou decisão em primeira instância de nulidade da eleição realizada em 29 de janeiro e a deposição da atual diretoria. Com isso, a entidade deverá realizar novas eleições dentro do prazo estatutário de 45 dias, e colocar um fim na polêmica que se estende há mais de um ano.

Em seu despacho, o desembargador afirma que a sentença do juiz João Marcos de Castello Branco Fantinato, titular da 34ª Vara Cível do Estado do Rio de Janeiro, publicada na quinta-feira da semana passada (28/10), foi bem fundamentada. "Especialmente quanto aos motivos que levaram ao reconhecimento da ilegalidade da assembleia de votação ante a ocorrência de diversas irregularidades e empecilhos ao direito de votar de diversos filiados, razão pela qual a probabilidade do direito resta enfraquecida", escreveu.

Sobre as alegações apresentadas no recurso, o magistrado disse que não vislumbra risco de dano grave ou de difícil reparação, sugerindo que a parte contrária poderá concorrer na nova eleição. "Caso seja provido o apelo, reconhecendo-se a legalidade da eleição, o segundo recorrente será reconduzido ao cargo, do qual foi deposto", argumentou. Leia a íntegra da decisão AQUI

À reportagem da Revista Horse, o presidente da CBH em exercício, João Loyo, afirmou que vai realizar nova eleição dentro do prazo estatutário de 45 dias. Ele preferiu não comentar a decisão, alegando que pode até não concordar com os fundamentos, mas "decisão judicial se cumpre!". Loyo, que era vice-presidente da chapa "Hipismo pra todos" e assumiu a presidente depois da renúncia de Francisco José Mari (Kiko Mari), disse que não pretende sair candidato novamente, mas espera decidir a questão com os demais membros do seu grupo.

O  candidato à vice-presidente da chapa "CBH Forte e Ativa", Fernando Sperb (Fefo), que participou da eleição juntamente com a candidata à presidente Bárbara Laffranchi, recebeu a decisão de segunda instância com alívio e confirmou que a chapa será mantida. "Acredito que desta vez teremos uma eleição democrática e harmoniosa, pois todos estão cansados com essa briga que em nada contribui para o nosso esporte. Realmente creio no bom senso de todos, para que o Hipismo vença, acima de tudo!", disse ele à reportagem da Revista Horse. 

Publicação atualizada às 17h31 de 4/11/2021



Revista Horse
Deixe seu Recado