31-Jul-2020 09:42
Doma

Uma referência em HORSEMANSHIP no Brasil

O treinador Fernando Rolim, da Global Equus, é um dos profissionais brasileiros da nova geração que se dedica ao desenvolvimento da relação homem-cavalo

horse,
Assine a Horse

já faz mais de quatro décadas que o Brasil vem desenvolvendo e aperfeiçoando técnicas de doma e manejo com cavalos sem o uso de violência, no processo que ficou mundialmente conhecido como horsemanship (relação homem-cavalo). De lá para cá, novas gerações de profissionais vêm se dedicando não apenas como treinadores, mas como pesquisadores e difusores de uma forma interativa de domar e treinar seus animais.
É o caso, por exemplo, do horseman Fernando Rolim, de 33 anos, que desde 2004 decidiu que queria se aprofundar nesta área. Para isso, foi para os Estados Unidos, mais especificamente, para Montana, onde participou de diversas clínicas com diversos horsemen, como Jon Ensign, Monica Erman, Brad Cameron e Steve Edwards, da área de Muares e também com Jon e Josh Lyons, Wal Geisler, Van Hargis, Dennis Reis e Pat Parelli, especializados em cavalos. “Foi uma experiência excepcional, que tornou o Equusmanship minha filosofia de vida, e ensinar esta técnica é a minha profissão. Como sempre trabalhei com muares, cavalos e jumentos, criei o termo Equusmanship, que representa o relacionamento do Homem com os Equídeos”, revela.

rolim ,
Rolim trabalha com todas as raças de cavalos e também com muares
Em 2005, nasceu a Global Equus, empresa focada em ensinar o Equusmanship no Brasil e no mundo. Já em janeiro de 2006, a empresa realizou o 1º Congresso Internacional Global Equus, considerado, até hoje, o maior evento realizado no Brasil que aborda o tema Equusmanship, pois contou com a presença de oito profissionais americanos, dois brasileiros, dois argentinos, um israelense, um suíço e um português. Todos ensinando técnicas de treinamento de cavalos que vão desde os primeiros contatos com o recém-nascido, passando pela doma e chegando no mais alto nível de equitação. Outro marco foi que o evento contou com a cobertura da mídia internacional e tanto a criação de cavalos como o horsemanship praticados no Brasil tiveram uma excelente repercussão internacional.
Depois, Rolim foi novamente aos Estados Unidos, onde participou do Bishop Mule Days e da Horse Expo, na Califórnia. Quando voltou foi contratado pela Fort Dodge Saúde Animal para ministrar cursos de Iniciação de Potros Xucros em 22 estados brasileiros. “Dei cursos em Jockeys Clubes, Hípicas e Fazendas, onde ampliei meus conhecimentos de horsemanship, pois enfrentei inúmeros desafios, em locais desconhecidos, apresentando meu trabalho para grupos enormes. Hoje, após 10 anos, já tive mais de sete mil alunos e cinco mil potros iniciados e com essa bagagem resolvi compartilhar meus conhecimentos com todos que realmente amam cavalos e querem aprender o que realmente é horsemanship”, explica.

Global Equus

Desde que iniciou o trabalho ensinando o Equusmanship, Rolim compartilhou sua experiência em diversas cidades brasileiras e algumas na América do Norte, Europa e Ásia. Em 2011, após ministrar um de seus cursos, uma de suas alunas foi impactada pelo projeto e foi direcionada a fazer parte dele.
A empresária Maria Dalva conta que sempre foi apaixonada pelos cavalos, mas tinha deixado a paixão de lado para se dedicar a outras atividades. Há cinco anos, decidiu ir à busca de si mesma, resolveu tirar esta paixão da inércia e se matriculou em aulas de equitação e adestramento e, em seguida, comprou um cavalo. No início, teve um pouco de dificuldade para trabalhar, mas após o curso com Rolim descobriu que sua paixão de infância pelos cavalos continuava viva como nunca e ainda com novos ingredientes: o treinador. Maria Dalva e Rolim se apaixonaram, casaram-se e decidiram investir juntos no ensino do Equusmanship e fundaram a Global Equus Learning­ Center.
O Centro de Treinamento está localizado em Cotia, a 26 km da capital paulista, e conta com a estrutura de 20 baias, três pistas para treinamento, piquetes, selaria, banheiros, sala de reunião, escritório administrativo e estacionamento. “Em nosso centro temos Cavalos PSL, Quarto de Milha, Paint Horse, Crioulo, Mini Horse e Muares”, conta Rolim.
Segundo o treinador, a Global Equus é dividida em duas frentes de ação, uma voltada à prestação de serviços para pessoas, e outra aos cavalos. Na primeira frente, estão os cursos do Centro de Aprendizado, como iniciação de potros, rédeas, confiança e controle, equusmanship Nível 1 e 2, solução de problemas com cavalos, equitação básica e coaching: aprendendo a ser líder com os cavalos. Ainda nessa área, a empresa oferece clínicas, palestras, demonstrações e consultorias. “Também trabalhamos com desenvolvimento e comércio de materiais educativos (livros, dvds, guia de bolso), ferramentas de trabalho (cabresto com cabo de 3,70 m e 6 m, chicote longo, bandeira de duas cores, kit global equus (cabeçada, bridão agulha, ponteiras, e rédea longa de 6 m, esporas sem roseta, acessórios para o cavaleiro camisa polo, bonés e fivelas)”.
Na área voltada aos cavalos, a Global Equus trabalha com um Centro de Treinamento e Reabilitação e também com férias para os cavalos. “O objetivo do Learning Center é ensinar cavaleiros e amazonas que desejam aprimorar a comunicação com seus cavalos, como também formar profissionais que desejam ingressar neste mercado de trabalho. Já no centro de treinamento e reabilitação, o objetivo é ajudar os cavalos a desenvolverem seu potencial ao máximo, e recuperar cavalos com traumas e problemas de comportamento (agressividade, teimosia, dificuldade para treinar)”, informa.

Público-alvo

Os cursos da Global Equus atraem participantes do mundo inteiro, além dos alunos que recebem no Learning Center, a empresa ministra cursos em haras, fazendas, exposições e faculdades. “Recentemente, ministrei um curso no Japão, para alunos de diferentes nações. De forma resumida nosso público alvo são apaixonados por cavalos que estão em busca de conhecimento, servir a este grupo de pessoas é o objetivo da Global Equus, que tem a imensa satisfação de convidar a todos que se encaixam neste perfil a participarem do 2º Congresso Internacional Global Equus, que já tem data, local e profissionais confirmados, será de 14 a 17 de janeiro de 2016, em Avaré, com a participação de oito treinadores americanos, quatro brasileiros, um israelense, um mexicano, um angolano e um suíço”, avisa Rolim.
Outro serviço que a Global Equus disponibiliza, e a cada dia recebe mais adeptos, é o Coaching: Aprendendo a ser líder com os cavalos. Coaching é um processo que visa elevar a performance de um indivíduo ou grupo através de técnicas cientificamente validadas. O Coaching com cavalos utiliza estas técnicas com auxílio do cavalo, que é um indivíduo que busca por um líder claro e assertivo, e por isso ele ensina e transforma pessoas em todo o mundo.
Para participar dos cursos ou adquirir produtos visite o site www.globalequus.com.br ou entre em contato pelo telefone: (11) 4304-8868. (Artigo publicado na edição 67 da Revista Horse)

Revista Horse

Deixe seu Recado